domingo, 20 de fevereiro de 2011

APRENDER… E TAMBÉM A/AO LER

A verdade impõe-se.
Não é conquistável.
Não deve então ser procurada?
Pergunta tão ignorante quão errada!...

Precisamente o contrário:
a felicidade do encontro é quando a verdade procurada se impõe. Só sabes dizer:
«é verdade!».
Ou nem chegas a dizer nada…
E aprendes!

Só quando e se procurada? Não, também muito de surpresa.
Por vezes.
Sabemos que sim.
Quer a dolorosa verdade, nunca, porventura, verdadeiramente procurada. 
Quer a verdade feliz, de uma felicidade precisamente acrescida pela surpresa.
Mas tens de lá estar, não é? E para lá estares não terá de haver sempre um para lá ir, mesmo que não intencional ou conscientemente dirigido?

Alguém a perguntar que leitura me fez pensar e escrever isto que…
Podemos deixar esse ponto para depois?
L. V.

Sem comentários:

Enviar um comentário