quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

QUANDO SE ENCONTRA UM DIZER MELHOR

Muito melhor!
Chesterton a exprimir muito bem o que queria eu dizer com esta
das minhas trivialidades ou disparates: «detesto inocentes!».

Ora veja-se:
«A virtude não é a ausência de vícios ou o evitar perigos morais»( in Tremendas Trivialidades, Aletheia Editores, 2010).
Acabo de o ler.
E salta-me em comentário:
«O vício de ler não é inocente! De modo algum!»
L. V.

Sem comentários:

Enviar um comentário