domingo, 6 de março de 2011

Talvez volte, agora é só este «tal como eu…»

Tal como eu, até hoje, pode haver entre nós, Gentes do Livro, quem não tenha apanhado as «notícias-balanço» da congénere brasileira da nossa por-haver Associação de Livrarias Independentes – LI.
Se houver quem queira informar-se sem mais cliques, vai só permitir-me o cartaz do dia e a seguir pode ler aqui.


http://4.bp.blogspot.com/-zR1Br-h0OB4/TW5UGGWTjoI/AAAAAAAAAKM/eThqvGwZxW8/s1600/encontro%2Blivreiro.jpg

GENTES DO LIVRO: 
CÁ ESTAMOS!
Contagem decrescente    

6 de Março                  FALTAM                   22 dias




Contagem crescente
QUEM JÁ ABRIU E PASSOU A MENSAGEM?

«encontrolivreiro.blogspot.com»

3+4+5 de Março            MAIS          58+35+13 visitas






O Dinamismo de ANL
Balanço ANL entre os anos de 2007 e 2010
Fundada em 1978, a Associação Nacional de Livrarias é uma entidade de classe, sem fins lucrativos, que hoje representa, entre suas associadas, cerca de 65% do seguimento no Brasil.
Desde sua fundação, a Entidade tem como principal objetivo, atender às necessidades básicas de seus associados, principalmente, com ações que incentivem o crescimento e a consolidação do mercado livreiro, estimulando a cultura e a leitura no país, com o compromisso de defender direitos, interesses e prerrogativas de seus associados e de toda a classe livreira do país, e hoje, passados 32 anos, mantêm sua principal missão, que é a de fortalecer o mercado livreiro, incentivar a abertura de livrarias no país, fomentar e apoiar junto às entidades governamentais e de classe a busca de benefícios ao comércio livreiro como estímulo à leitura.
Sua atual diretoria, que se encontra em sua 2ª gestão, vem desempenhando a missão de implantar uma política de modernização da gestão associativa, dando maior agilidade e qualidade aos serviços prestados aos associados, contribuindo, assim, para ampliar a efetivação de atividades, objetivando o fortalecimento do mercado livreiro, do livro e principalmente, de seus associados.
Por meio de suas diversas ações, a ANL atua fortemente no apoio ao livreiro em eventos como: Salão do Livro do Tocantins, Feira do Livro de Brasília, Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto, Bienal Internacional do Livro de São Paulo e do Rio de Janeiro, entre outras de igual importância. Representa, ainda, o mercado livreiro em fóruns de formatação de políticas públicas na promoção, difusão e defesa do livro e das livrarias, em Colegiados ligados ao Ministério da Cultura.
Destaques
No Âmbito Governamental
• Sempre defendida pela ANL, em todos seus encontros com Governos Federal, Estaduais e Municipais, a desoneração para as pequenas livrarias do PIS e COFINS começou a tornar-se realidade. Foi em março de 2010 a desoneração de pequenos editores e livreiros na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados.
• Promovemos e incentivamos a efetivação de uma Lei de Fomento ao Livro e à Leitura com o envolvimento das principais Entidades do Livro do Brasil, acreditando que a aprovação desta Lei irá beneficiar todo mercado editorial e livreiro e virá ao encontro das necessidades de todos os nossos associados.
• Já em fase de preparação a parceria da ANL e CBL com a Fundação Biblioteca Nacional, na busca de promover a criação do Cadastro Nacional de Livros.
• O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encaminhou ao Congresso Nacional, em julho de 2009, o Projeto de Lei que cria o Vale-Cultura, com o qual os trabalhadores poderão comprar livros, ingressos de cinema, de teatro, de museus, de shows, CDs e DVDs, entre outros produtos culturais, usando um cartão magnético.
• O Cartão Educador, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação, em São Paulo, numa parceria da ANL e CBL, é um Cartão nominal e intransferível. Válido em todas as livrarias da cidade de São Paulo, identificadas com o selo do programa. Os mais de 80 mil educadores da capital paulista, ativos e aposentados, podem comprar livros com 20% de desconto.
• As pequenas e médias livrarias brasileiras foram contempladas nos editais Pro Cultura, lançados em outubro último. Esta foi a primeira vez que o Ministério da Cultura lançou um edital específico para o setor. O novo edital contempla o Eixo 4 do Plano Nacional de Livro e Leitura, instituído em 2006 pelos Ministérios da Cultura e Educação, voltado ao desenvolvimento da economia do livro. Trata-se também de uma antiga reivindicação do setor, de que o governo fomentasse, de alguma forma, a cadeia produtiva do livro.
• ANL compõe, em 2011, a Comissão Nacional de Incentivo à Cultura, do MinC, responsável por analisar e opinar sobre as propostas culturais encaminhadas ao Ministério da Cultura com vistas a obter apoio pelo mecanismo de incentivos fiscais previsto na Lei Rouanet. Como órgão deliberativo, a CNIC reúne-se uma vez ao mês com este propósito
Trabalhando a Formação de Capacitação de Livreiros
• Responsável pela capacitação de mais de 400 profissionais da área do livro, o Curso de Formação e Capacitação de Livreiros da ANL chega ao final de seu terceiro ano consolidado. O principal objetivo do Curso é disseminar conhecimento e informações de uso prático para os profissionais da área.
Promover o encontro e a aproximação entre esses profissionais, permitindo a troca de conhecimento e a criação de um networking que só agrega valor ao trabalho de todos. Entre as novidades de 2010, destaca-se a efetivação do Curso em eventos do livro, como a Bienal de São Paulo e da Feira de Brasília, entre outras. Para 2011, um dos principais objetivos do Programa será levá-lo para vários Estados brasileiros, através de cursos in company e regionais, uma reivindicação dos próprios associados, durante a 20ª Convenção Nacional de Livrarias.
Feiras
ANL apóia Feiras e Eventos no segmento Livreiro em vários estados brasileiros. Como destacamos logo no início. Toda feira de livros é importante não só para o mercado editorial e livreiro, mas especial na contribuição para a difusão do livro, da cultura e do saber da população.
O modelo da feira de Tocantins é um exemplo que poderia ser seguido por outros estados e municípios brasileiros, que ainda não promovem sua feira de livro. Um estado relativamente novo, longe dos grandes centros, que consegue promover uma feira daquela grandeza.
Experiências nos mostram que feiras de livros, em Estados e cidades sem muita tradição literária só são viáveis se o Estado der total apoio.
Iniciativas
• A manutenção da Carteira de Identificação do Livreiro, na cidade de São Paulo permite a identificação da Livraria e/ou de seu portador, na retirada do pedido, evitando fraudes.
• Criando novas alternativas para os Associados, a ANL efetivou, numa parceria com a Via Logos, o BUSCALIVROS. Passamos então a oferecer aos Associados a garantia de serviços realizados com qualidade, compromisso e credibilidade.
Com esta parceria, a ANL passa a oferecer um Banco de Dados completo e atualizado diariamente, com mais de 300 mil títulos de livros de editoras nacionais, e de uso exclusivo dos sócios. O BUSCALIVROS permite visualizar os lançamentos dos últimos 30 dias, assim como pesquisar os livros no prelo e os esgotados, além de baixar tabelas de preços organizadas por editora e utilizar o mecanismo de Busca Rápida.
• A 3ª edição do Anuário Nacional de Livraria, desenvolvido e coordenado pela ANL, lançado durante a 20ª Convenção, contou com o apoio da CBL e do Centro Regional para o Fomento ao Livro na América Latina e Caribe, o CERLALC.
O projeto oferece uma completa listagem de mais de 3.800 pontos de vendas de livros, em todo o país, organizada por regiões geográficas, municípios e estados. Uma importante ferramenta facilitadora no contato com o mercado livreiro e para os departamentos de vendas e marketing das editoras e distribuidoras de todo o Brasil.
Conhecendo o Mercado Livreiro e do Livro
• O Diagnóstico do Setor Livreiro 2009 revelou que no Brasil existem 2.980 livrarias. Um aumento de cerca de 11%, comparativamente ao levantamento apresentado em 2006. Mas, ainda muito aquém de nossas necessidades. Esse número nos leva à constatação de que hoje temos, em média, uma livraria para cada 64.255 habitantes, enquanto a Unesco sugere 1 livraria para cada 10 mil.
O Diagnóstico analisou dados importantes, como o número de empregos gerados, considerando tanto permanentes quanto temporários; temas mais vendidos; modificação no perfil de livrarias; patamares de informatização das empresas; quantidade de vendas realizadas pela internet; distribuição geográfica dos estabelecimentos; entre outros.
O Desenvolvimento e coordenação do Diagnóstico é de Beth Naves, diretora da Naves Mineiro Informação e Cultura.
• Realizamos, ainda, há 2 anos o Levantamento Anual do Segmento de Livrarias junto a nossas Associadas, uma amostragem sobre o faturamento deste setor no Brasil. A próxima divulgação para a imprensa e o mercado, acontecerá na segunda quinzena de fevereiro de 2011. Um retrato do mercado em 2010.
• A pesquisa “O Livro no Orçamento Familiar” – uma análise idealizada pela ANL, e encomendada por oito entidades ligadas ao mercado editorial e nossas parceiras, foi divulgada em setembro de 2009, durante nossa 19ª Convenção. A POF foi realizada com base na Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF 2002 - 2003) do
IBGE, divulgada no final de 2007. Coordenada pelo profº Kaizô Iwakami Beltrão, Ph. D. em Estatística, a POF 2011 já começa a ser traçada.
ANL destaca em suas principais mídias
• A nossa Revista ANL, com periodicidade trimestral, traz matérias voltadas para o mercado livreiro e, é hoje, uma referência para o segmento como um todo.
• Com nosso site, levamos informações em tempo real. O Portal é um veículo de comunicação importante para com o nosso sócio.
Em defesa dos Livreiros Independentes
• O 1º Encontro ANL de Livreiros Independentes - Uma discussão para um completo levantamento das principais problemáticas das livrarias independentes no país, que precedeu a 20ª Convenção Nacional de Livrarias, teve como principal objetivo promover debates para o desenvolvimento de ações que possam garantir sua participação sempre competitiva no mercado. Já amplamente explanada pelo nosso presidente, em sua fala.
Eventos Internacionais
• Entre vários eventos internacionais, destacamos o convite do Comitê do IV Congreso Iberoamericano de Libreros (CIL), que em março de 2010, aconteceu durante o XVI Congreso de Libreros Mexicanos (Colime). Vitor Tavares, representou o segmento do livro brasileiro. Como resultado do encontro, a ANL disponibilizou a Declaração do IV Congreso Iberoamericano de Libreros (CIL).
A Livraria e sua importância em um mundo em transformação
• Nesta 20ª Convenção Nacional de Livrarias, que se realizou em agosto de 2010, na cidade de São Paulo, a ANL trouxe o tema “A Livraria e sua importância em um mundo em transformação”. Transformações para as quais precisamos estar preparados, independentemente do porte de nossas livrarias. Desta forma, os temas das mesas de debates foram cuidadosamente estudados para atender as expectativas de nossos Associados, com matérias relevantes e atuais.
• A Convenção abriu, também, o espaço para sua 2ª Rodada de Negócios, um ponto de encontro para que os profissionais fiquem por dentro das novidades do setor. Neste ano, a Rodada atendeu e buscou as necessidades daqueles que tornam possível a realização de nossa Convenção: nossos apoiadores e patrocinadores, dedicando um espaço privilegiado aos expositores. O local foi ponto de encontro dos congressistas.
Em outubro último, a ANL encaminhou a seus Associados um folder com a síntese da 20ª Convenção Nacional de Livrarias. Agora disponível em seu site, em versão completa.
• Abrimos aqui um espaço para nos congratularmos com todas as gestões que passaram pela ANL e tornaram possível o sucesso e o crescimento de nossa Convenção anual. Sempre um evento muito esperado pelos livreiros de todo o Brasil.
A cada ano a Convenção tem superado as expectativas tanto em relação a seus apoiadores/patrocinadores, quanto ao número de participantes. A ANL tem parceiros de muitos anos. No ano de 2000, por exemplo, tivemos 120 participantes e 18 apoiadores; e em 2010 contamos com cerca de 240 participantes e 28 apoiadores. A credibilidade e o respeito pela Entidade é uma constante em crescimento.
Ela se renova a cada ano com palestrantes de alto reconhecimento no setor, nacionais e internacionais. Hoje, o mercado exige que as Livrarias estejam cada vez mais especializadas e atualizadas com as novidades do mercado mundial. 

1 comentário:

  1. Divulguei a página do encontro no facebook.
    O entusiasmo é contagiante!
    Grão a grão.....
    Abraço
    Maria Fernanda

    ResponderEliminar