domingo, 5 de junho de 2011

SILVA DUARTE: um poeta setubalense que…(3)

O jovem estudante João José Pereira da Silva Duarte começara a estudar Direito quando o pai, militar de carreira, foi mobilizado para os Açores, primeiramente para a Terceira e pouco depois para S. Miguel, onde se demorou.
Eram os anos da II Guerra Mundial na sua fase mais aguda.
Toda a família foi para os Açores e foi em S. Miguel que Silva Duarte se fez para sempre um homem de letras.

Quando volta ao Continente inicia o curso de letras, na tese de licenciatura faz uma opção rara, línguas escandinavas, de seguida vai para a Alemanha como leitor de Português, a Universidade de Wurzburg contracta-o, por lá tem feito até agora a sua vida.
Vida longa, assim tão longa: estes 93 anos que desejaríamos comemorar com ele e sua esposa, aqui na sua natal, como foi possível comemorarmos os 83, em 2001, precisamente há dez anos.

Se gostaria de contar algo mais?
A resposta fica por conta de quem me acompanhou nesta evocação de um filho de Setúbal, a quem o país deve mais do que o pouco que aqui hoje me foi possível referir.
Vou ainda querer ler alguns destes inéditos que tenho diante de mim.
L. V.

Sem comentários:

Enviar um comentário