terça-feira, 9 de agosto de 2011

CÁ ‘STAMOS-II

FINALMENTE EM DESVANTAGEM*

há uma história
da crise que nos devora

havia a realidade

a primeiro
só havia a realidade

era frustante pesada e esquiva
a realidade só-realidade

e foi preciso
criar a ficção

bonita
tão bonita e fecunda a ficção
e foi por isso
que a realidade se enganou a si mesma
e disse
cresce e multiplica-te

e assim aconteceu

foi então que a crise financeira
nos multiplicados úteros da ficção
desenvolveu o seu primeiro gene
sem acordar ninguém


bonita agora
tão bonita a guerra dos milhões 
e de nada mesmo nada
a realidade se queixe

nós e vós
porém
queixemo-nos de alguém
que é nosso algoz

e mais de quem
a quem
a quem

de nós também
e a mais ninguém
 
R. V.

*Um título que vem para aqui do texto «Preto no Branco» do livro ONÉSIMO-Português sem filtro, página 227, por causa de uma frase da página seguinte que para vir a meu propósito com a devida vénia retiro ao seu contexto e que é  esta: «mobilizar uma campanha de transformação da atitude mental face à…»,
à crise e ao dinheiro, acrescento eu.

Sem comentários:

Enviar um comentário