domingo, 18 de setembro de 2011

«Dançamos todos, uns com os outros»: Um abraço para Niels Fischer


«A (…) extraordinária aventura cultural que desde 2005 e por todo o nosso país vem vivendo e levando a viver o designer dinamarquês Niels Fisher de há muito entre nós radicado (…)»…
http://chapeuebengala.blogspot.com/2010/04/niels-fisher-23-e-24-de-abril-de-2010.html
1
Neste momento, onde está a Exposição de Niels Fischer sobre Hans Christian Andersen? É só abrir o seguinte sítio:
http://www.cm-penamacor.pt/cms/images/stories/noticias/jornal_n1.pdfimage                                   image

2
O poema de Hans Christian Andersen que Niels Fischer traduziu e leva consigo para onde vai e para onde leva quem lhe abre as portas:
 
"Toca, alegremente, o Violino,
Tudo dança! Dou a minha Palavra!
Olha, a Terra gira à volta do Sol,
E a Lua à volta da nossa Terra;
Dançamos todos, uns com os outros,
Até o Coração anseia avançar.
E, se o Vinho sobre à Cabeça,
Temos a Sala, também, a dançar.”

Ler mais:
http://www.luso-poemas.net/modules/smartsection/item.php?itemid=308#ixzz1YJDYH7kv

3
http://penasdegalinha.blogspot.com/2009/03/niels-fischer.html
Sábado, 28 de Março de 2009

NIELS FISCHER

O designer, Niels Ficher veio da fria Dinamarca para nos aquecer com a sua amizade.

Conheci-o num feliz acaso, quando fui com a Cristina a Setúbal ao Museu do Trabalho Michel Giacometti, ver uma exposição sobre Hans Cristian Andersen.

Desde 2006 até hoje temos “colaborado” e cimentado uma “amizade para a vida”.

Niels Fischer tem, neste últimos anos, divulgado a vida e obra de Hans Christian Andersen de norte a sul (passando pelas ilhas) de Portugal. Tem sido o maior embaixador da Dinamarca e deste magnífico “artista” que é Andersen.

Em Alcochete, esteve três vezes, colaborando com todas as escolas do Concelho, desde o pré-escolar até ao ensino secundário. Todos ficámos a conhecer Hans C. Andersen através da realização de trabalhos baseados nas suas obras que é a melhor maneira de se conhecer alguém…entrar dentro das suas criações e transformar, recriar, inventar, fantasiar partindo do que nos foi oferecido.

Um abraço enorme, apertado, de tirar o fôlego a Niels Fischer!

Publicada por Fernanda Azevedo em 11:52


Como Niels Fischer viu e sentiu o Casal Popular da Damaia

| image001

No mês de Outubro de 2010, convidámos Niels Fischer a visitar o Casal Popular. Mostrámos-lhe a Associação, os espaços, as actividades…

Pedimos ao designer que nos fizesse um “boneco”, uma imagem que pudesse simbolizar o Casal Popular da Damaia, para a podermos usar como logótipo da Associação.

Com um sorriso misterioso, aceitou o desafio e, passado uma semana, apresentou-nos, um projecto, acompanhado de um texto, que nos levou à comoção. De facto, o génio de Niels Fischer traduziu numa imagem aparentemente simples, toda a dimensão do Casal Popular: a pessoa humana na sua diversidade a dominar as atenções, envolta numa nuvem de sonho e poesia, que são as diversas actividades da Associação.

image002

Casal Popular

Homem e mulher, criança, jovem, adulto, idoso,

todos são parte da figura humana,

e das actividades do Casal Popular da Damaia.

O exemplo de actividades vem do fantástico – as Borboletas sugerem a presença dos minúsculos Elfos,

que são seres que vêm da natureza e nela vivem;

eles são infantis e brincalhões, as suas casas são as flores, baloiçam nas gotas de orvalho,

voam nas borboletas e dançam nas sementes dos cardos quando levados pelo vento.

Sabem dançar, cantar, fazer teatro, vertir-se elegantemente

e produzir maravilhosas obras de arte de teias de aranha, de orvalho e do brilho do luar.

Os Elfos são seres tímidos, sensíveis, inocentes e

nobres de espírito;

eles são invisíveis para o comum dos mortais que só, excepcionalmente, os vêem.

Eles vêem tudo e

sabem vingar as maldades dos seres humanos.

A Niels Fischer, pelo seu talento, a sua generosidade, o seu humanismo, a nossa mais profunda e sentida gratidão.

image004Niels Fischer

“… um homem de uma grandeza fora do comum e de uma bondade inigualável, que, não sendo português, se apaixonou em Portugal e se apaixonou por Portugal.

Esse homem inigualável é Niels Fischer, que tem divulgado Andersen de norte a sul de Portugal e também nas ilhas.

O seu encanto natural, a sua coragem e vitalidade; o seu amor a Andersen, em particular, à arte, em geral, e ao ensino humanista; o seu propósito de estar connosco e com outros meninos e meninas, jovens, pais, educadores, professores, tornam-no, a nossos olhos, muito especial.

Rudolf Steiner, um pedagogo austríaco, afirmou que «A nossa mais elevada tarefa deve ser a de formar seres humanos livres que sejam capazes de, por si mesmos, encontrar um propósito e uma direcção para as suas vidas.» Também Niels Fischer nos faz sentir que é assim!
http://casalpopular.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=43:como-niels-fischer-viu-e-sentiu-o-casal-popular-da-damaia&catid=10:actividade-recreativa-e-cultural&Itemid=23
http://nathaliearmindo.blogspot.com/2008/01/homenagem-niels-fischer.html

5

(Quem o desejar poderá ir destas a mais referências pesquisando em sites e blogues de norte a sul do país).

6
Interrogas-me sobre a razão de novamente hoje para aqui trazer Niels Fischer?
No dia 15, «Dia de Bocage e da Cidade», fui ao Salão Nobre para lhe dar um abraço, mas faltaram forças para esperar que terminasse a longa sessão…
Só hoje, por telefone, é que…
Fiquei muito contente! O município de Setúbal a pagar uma dívida que vem crescendo desde 2005.
Niels Fischer e a sua atenção para com a memória setubalense de Hans Christian Andersen:
 http://www.mun-setubal.pt/pt/noticia/municipio-atribui-medalhas-honorificas/207
A Câmara Municipal aprovou ainda a atribuição da Medalha de Honra da Cidade, na classe Atividades Culturais, ao artista dinamarquês Neils Fisher (sic) pelo projeto “Hans Christian Andersen”, que incluiu a exposição “O Canto do Elfo” (…).

7
Em PAPEL A MAIS, na pág. 227, Francisco José Viegas pode já não se lembrar, mas estou em crer que não passou por cima destas linhas:

«Posso pedir a alguém, quer do Ministério da Cultura quer do Ministério da Educação, que preste a devida atenção ao que Niels Fischer fez e continua a fazer por todo o nosso país pela divulgação da vida e da obra de Hans Christian Andersen?».

L. V.

Sem comentários:

Enviar um comentário