sábado, 31 de dezembro de 2011

De O CALAFATE para o comentário enviado da outra margem do Rio Atlântico

«UMA» SÓ
ESCOLHIDA À TOA
PARA UM «LER MAIS»

Vi o nosso açougue antigo
Essa nojenta espelunca
Guardado por um farrunca
Com cara de pouco amigo.
Era um roubo e era um perigo
P'ra os pequenos compradores
Mas os ricos, os senhores
Esses eram bem servidos
Eram amigos conhecidos
Dos intrujões cortadores

( António Maria Eusébio, Versos do Cantador de Setúbal, Recordações da Minha Vida, 300)

1 comentário:

  1. Tenho que agradecer mais este gostoso exemplar.
    Obrigado.
    onésimo

    ResponderEliminar