domingo, 4 de dezembro de 2011

TAMBWE - A UNHA DO LEÃO: «o meu desejo de novamente sentir que…» cumprido e EM EXCESSO


Alguns amigos enviaram mensagens a perguntar e outros também gostariam de saber como foi a tarde de ontem. Sim, creio que digo bem, UM EXCESSO.
Uma prova? E bem merecida por quem recebe esta missiva da conhecida actriz e poeta setubalense Maria Clementina Pereira.
Ei-la!

Fátima, minha amiga,
quero agradecer-lhe o dia de ontem, pois há muito tempo que não me sentia tão bem. Estava a precisar de um ambiente cultural como esse, ao mais alto nível, mas ao mesmo tempo tão familiar. Senti-me como peixe dentro de água. Fiquei com a alma lavada. Tudo o que ali foi dito teve muito interesse para mim, pois desde criança que tenho um grande fascínio por África, sobretudo Angola.  Tenho alguns poemas de cariz africano, os quais, depois de ouvidos por um angolano, ele me disse que era impossível eu não conhecer África.
Em criança, nas minhas aulas de Desenho na Escola Comercial, onde andei, quando havia desenho livre, os meus eram todos representativos de África, de tal maneira que o meu professor perguntava-me sempre se eu tinha vivido lá.
Por tudo o que vivi ontem, muito obrigada. Um abraço.

Maria Clementina Pereira

A velhice tem pulsações de juventude, com alegrias assim!

Livreiro Velho

Sem comentários:

Enviar um comentário