terça-feira, 22 de maio de 2012

Homenagear URBANO BETTENCOURT em Setúbal: 40 anos de vida literária aqui iniciados

28-05-2011 (11)URBANO BETTENCOURT
Na Culsete em 28.Maio.2011
No próximo dia 27 de Maio de 2012, domingo, pelas 16 horas, a Livraria Culsete, em Setúbal (culsete@gmail.com), abrirá as suas portas para um encontro com o escritor açoriano Urbano Bettencourt, que vem apresentar o seu novo livro, África Frente e Verso.
Fernando Guerreiro, José Nobre e Olegário Paz, com a sua bem conhecida arte de dizer, lerão alguns textos da obra.
Autor com vasta obra publicada, onde a poesia e o ensaio literário têm lugar de destaque, Urbano Bettencourt publicou o seu primeiro livro, Raiz de Mágoa, em 1972, em Setúbal. Regressou a esta cidade dez anos mais tarde como docente de português e francês, tendo trabalhado na Escola Secundária da Bela Vista. É desse tempo o seu primeiro livro de ensaios, O Gosto das Palavras, publicado nos Açores em 1983, com uma introdução datada de Setúbal, em14 de Novembro de 1981.
Há precisamente um ano, em 28 de Maio de 2011, Urbano Bettencourt regressou a Setúbal e à Culsete para apresentar esse outro livro precioso que é o Que Paisagem Apagarás. Volta agora para dar a ler outra obra de grande consistência literária e de uma sensibilidade que nos leva a um imenso respeito por ele e por todos aqueles que nos anos sessenta e setenta viveram as guerras coloniais.
África Frente e Verso reúne vinte e quatro textos, em prosa e verso, escritos ao longo dos últimos quarenta anos, tendo como tema a participação do autor na guerra com o PAIGC na Guiné-Bissau.
Açorianos, setubalenses, participantes nas guerras de África e em especial na da Guiné-Bissau, bem como os apreciadores de grandes temas tratados pela literatura com superior perfeição, são convidados a participar nesta sessão e a homenagear Urbano Bettencourt pelos seus 40 anos de vida literária, iniciados em Setúbal, na Primavera de1972.
L. V.

Sem comentários:

Enviar um comentário