terça-feira, 15 de maio de 2012

Querenças do Sem-depois - VIII

clip_image002

 

PARA LONGE

 

para me ir embora bem disposto já não preciso de quaisquer querenças ou descrenças é simplesmente questão do que aconteça no momento

 

há sempre o risco de aflição maior que a paciência ou de um carinho sentido em falta ou de a música das vozes das crianças demasiado distante nesse momento essencial para quem fica e quem parte

 

para me ir embora bem disposto era bom em adeus acenar do alto da montanha a um barco para longe a navegar no mar em frente

 

ficar e partir são convenções que se anulam quando nada impede o pleno abraço de uma natural despedida

 

para me ir embora bem disposto talvez em mais seguro baste que nenhum segredo reste por contar

R. V.

Sem comentários:

Enviar um comentário