quarta-feira, 20 de junho de 2012

CALENDÁRIO


mínimo do universo sem palavras te sentes e as flores que o precipício oferece aos olhos de quem lhe admira a beleza e transformou em respeito o medo que inspira são as flores apropriadas para o momento do encontro entre um nada e o tudo em que não serás identificável

se ao menos o momento de lucidez te alcançasse em chave para te abrires ao mistério do antes e depois que o situam

só uma a certeza deste momento emergindo por evidência da efemeridade das flores no precipício que cumpre a função de atrair-te e nelas confirmas que as formas belas nunca podem negar-se à beleza nem também prendê-la em quaisquer que sejam tão em si passageiras como tu
R. V.

Sem comentários:

Enviar um comentário