sexta-feira, 27 de julho de 2012

«MEU MUNDO» E «NOSSO» MUNDO

Participar no serão da Culsete neste sábado, 28 de Julho de 2012, com Trovão do Rosário e este seu livro, Inventário do Meu Mundo , talvez deva dizer-se que, para quem sabe ao que vem, será tanto uma questão de dever quanto de prazer. Um dever para consigo próprio. Cada um tem o seu mundo, mas isso em meio a «nosso» mundo e nesse sentido é inevitável que os meus problemas ou interrogações se sintam nas «nossas» respostas ou perplexidades. Densas páginas de muita reflexão e experiência pessoal e social são as que conformam este livro que não é fácil de enquadrar num género. Ensaio? Diário?
Alberto Trovão do Rosário, personalidade marcante entre nós, neste seu Inventário do Meu Mundo abre aos seus muitos amigos e a qualquer ser humano sensível à procura de um sentido para a sua própria existência um postigo por onde espreitar as suas mais íntimas e profundas reflexões.
Ao encerrar o seu livro confessa-nos: «ao publicar, cumpro um dever, porque esta é uma forma de me penitenciar de ter vivido sempre fechado dentro de mim».
Este discurso desassombrado merece o nosso pleno respeito e isso mesmo significará a participação neste serão não só de quem ainda não as leu, mas também de quem já leu estas páginas.
A apresentação do livro será feita pelo escritor José Fanha e depois se seguirá a conversa com o autor. Garantias de um bom serão de sábado.
Há convite, embora desnecessário.
M. M.
[CONVITE%25202%2520Trov%25C3%25A3o%2520do%2520Ros%25C3%25A1rio%255B4%255D.jpg]

Sem comentários:

Enviar um comentário