quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

NESTA RODA ALARGADA DE AMIZADES

ACHADO DE DOMINGO

Fui ver. A neve caía,

não no poema do  Gil,

mas na  Montanha do Pico,

que uma foto de momento

trazia em circulação.

E nem sequer  era esse

o lugar que me chamava,   

mas o JL com «Ele» na capa,

que uma sobrinha assinante

vê chegar  a hora decente,

para vergonha do tio,

avesso e renitente

aos  modos de assinatura.

E, afinal, lá para a frente

o charme de Eugénio Lisboa

sobre o charme  das livrarias

dispunha  em meio da página

uma foto da Culsete,

prima irmã das livrarias

tão discretas no perfil

e lá por dentro repletas

do fogo que agita  o mundo.

Assim, num dia de azar

tive a sorte de encontrar

uma pedra de aconchego,

onde a memória dá corda

ao pobre do coração.

13.01.2013

Urbano Bettencourt

1 comentário:

  1. A foto e o poema estão um para o outro.
    Abraço.
    onésimo

    ResponderEliminar