quarta-feira, 13 de março de 2013

em minúsculas

o olhar de ouvir é natural respeito da atenção mas que se saiba o homem aquele nunca assim ouviu ninguém

desta vez nem ao menos voltar-se para ti ouvindo-te embora com seu habitual acinte de fitar o vazio

até as palavras do filho as ouve deste modo e admirável o aprumo com que ao menos diante ti o jovem se comporta

de um este ou aquele homem a convivência em mundo decorrendo assim enriquece a fauna?

a laboriosa arte da diversidade em natureza criadora não me respondeu

respondes tu?

R. V.

Sem comentários:

Enviar um comentário