terça-feira, 16 de julho de 2013

CONCORDÂNCIAS




«À BEIRA DE SENTIR»

Não é por mim nem por ti

que a lágrima corre e queima um rosto

 

Não entremos pois no silêncio onde nasceu

lá por perto da fonte da Dor Universal

 

À beira da sua tristeza original

deixemos uma rosa de suave perfume

 

Crentes na luz suavizemos a compaixão

pedindo à estrela a lágrima brilhar

 

Há paz e harmonia nos sentimentos

quando uma estrela brilha numa lágrima


R. V.

3 comentários:

  1. Lindo! Mil vezes lindo! Não ficamos aqui "À beira de sentir". Falo por mim, que sinto por dentro o suave perfume deste poema, nessa harmonia dos sentimentos, que se dizem assim como o RV os diz.

    ResponderEliminar
  2. E UMA LÁGRIMA BRILHA NUMA ESTRELA REFLECTIDA NA ONDA DE MARILHA E ESPELHADA NA LUA ALTA DO PICO QUE A ABRAÇA.
    OBRG.RV

    ResponderEliminar
  3. Numas simples palavras, quanto nos diz um poema! Lindo.
    Maria Fernanda Pinto

    ResponderEliminar