quarta-feira, 11 de setembro de 2013

11 de Setembro - ANTERO - A Paixão na Morte


A escolha aos quarenta entre o poeta e o filósofo, obediência à radical paixão
que santificou a vida e deu à morte a lógica serena.
A generosa e inteira paixão pela Humanidade.
Humanidade em progresso, educada, instruída, libertada.
A Humanidade da Justiça, de toda a Verdade, de toda a Beleza, de todo o Bem.
É tão difícil à lógica fundamental da vida dominar a lógica da razão quando a lucidez da grande inteligência fixa em abismo uma total desilusão de uma paixão de altitude celeste...
Entre enviar a carta do regresso definitivo de S. Miguel e a compra da arma naquela manhã de 11 de Setembro de 1891, a escolha de escritos a regressarem com ele? E foi aí? Terá sido? Não foi?
Já o avô antes de morrer queimara os seus poemas...
Dez anos de vida e sempre a lutar contra os males de saúde e...
Uma paixão, uma desilusão, dois tiros na boca.
11 de Setembro o dia do Respeito, simplesmente respeito, sem adjectivos. Pena? Pena de se ter perdido um tesouro maior. Contra o fogo em papeis de autor. Nunca queimar! Que se enterre! Queimar é que nunca.
11 de Setembro, o Dia do Respeito, desde, em Verão, o ano de 1951.
R. V.

3 comentários:

  1. "É tão difícil à lógica fundamental da vida dominar a lógica da razão quando a lucidez da grande inteligência fixa em abismo uma total desilusão de uma paixão de altitude celeste...".
    O caríssimo livreiro está terrível. Terrivelmente lúcido? Encantado? Já se viu no que dá juntar lógica e paixão..., mas deve ser mal insular.

    Não tenho tido o prazer de o encontrar na Culsete mas quero que saiba que, ainda que não comente, acompanho-o.
    1 abraço
    Fausto

    ResponderEliminar
  2. "É tão difícil à lógica fundamental da vida dominar a lógica da razão quando a lucidez da grande inteligência fixa em abismo uma total desilusão de uma paixão de altitude celeste...".
    O caríssimo livreiro está terrível. Terrivelmente lúcido? Encantado? Já se viu no que dá juntar lógica e paixão..., mas deve ser mal insular.

    Não tenho tido o prazer de o encontrar na Culsete mas quero que saiba que, ainda que não comente, acompanho-o.
    1 abraço
    Fausto

    ResponderEliminar
  3. Faço minhas as palavras do Fausto, que não conheço.

    "Humanidade em progresso,educada, instruída, libertada..." Que geração, que época irá ter a ventura de ver este sonho cumprido?
    É velha a questão de que felizes serão aqueles que não se apercebem da "total desilusão de uma paixão de altitude celeste...". Tenho razão? Não sei. O RV o dirá.

    ResponderEliminar